A categoria de base é uma das grandes fontes de rendas dos clubes brasileiros. Além da questão financeira, saber cuidar de suas promessas pode influenciar no desempenho esportivo das equipes também. Por isso, o Corinthians elegeu um grande nome para coordenar as orientações das categorias juvenis: Osmar Loss. 

Bicampeão da Copa São Paulo no time alvinegro e com muitas conquistas no Internacional, o profissional é um dos maiores nomes das categorias de base do futebol brasileiro. Osmar Loss recebeu um convite para retornar ao clube para ser Coordenador Técnico de toda a orientação na formação de atletas. 

  • Acompanhe análises, dados e curiosidades do Corinthians também no perfil da SCCP Scouts no INSTAGRAM e no FACEBOOK.

Além disso, ele dará auxílios às comissões técnicas, incluindo Tiago Nunes, treinador do elenco principal. “Tivemos apenas uma reunião. Tenho convicção que podemos melhorar e ajudar o clube e os jogadores na etapa de transição”, disse Osmar Loss em entrevista exclusiva ao SCCP Scouts.

Osmar Loss ainda ressaltou que uma de suas principais funções é “potencializar as capacidades dos atletas”. Com um currículo invejável nas categorias de base, o profissional já auxiliou grandes nomes do país. Alexandre Pato e Luiz Adriano no Internacional, além de Malcom, Maycon, Guilherme Arana e Pedrinho no Corinthians, foram alguns dos principais nomes. 

Marcado por ser uma das equipes que menos revela no futebol paulista, o Corinthians conseguiu lançar grandes nomes recentemente. E, além das vendas, muitos deles vem sendo importante na equipe titular das vitoriosas equipes alvinegras. “O momento do surgimento destes atletas foi muito importante tanto para o clube como para os próprios jogadores. Eles surgiram em momentos em que a equipe estava com um elenco formado e com rendimento alto, acredito que isto tenha ajudado muito na sua adaptação”, disse. 

Osmar Loss terá que resolver um grande problema na visão dos torcedores: a equipe sub-23 do Corinthians. De acordo com o coordenador, “todo projeto tem um tempo de adaptação e o Sub-23 está passando por isso. Espero que ao fim da pandemia possamos melhorar a qualidade e o aproveitamento da equipe”.

Osmar Loss se tornou auxiliar de Carille em 2018 e até comandou a equipe no meio da temporada (Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Campeão na base, o treinador ganhou espaço no elenco principal em 2017, quando se tornou auxiliar-técnico de Fábio Carille, conquistando o Paulistão daquela temporada. “Minha relação com o Fábio foi ótima e é ótima até hoje, posso dizer que somos amigos. Eu aprendi muito com o Fábio, e a experiência dele dentro do vestiário foi muito importante para me mostrar os caminhos. Outra grande lição foi o respeito às opiniões de todos da comissão técnica. Tínhamos um grande ambiente de trabalho”, relembrou.

VEJA TAMBÉM:

No ano seguinte, com a saída do treinador principal, acabou ganhando espaço e assumiu a equipe por 25 partidas. Foram 10 vitórias, 10 derrotas e cinco empates. “Foi muito importante para mim, me dediquei muito a buscar os resultados, infelizmente eles não foram os esperados. Muitos fatores influenciaram a não conseguir os resultados planejados”, contou Osmar Loss.

De longe, ele vê como normal a situação de Tiago Nunes no comando da equipe principal do Corinthians. Tendo que mudar o estilo de jogo da equipe após uma década vitoriosa, o treinador está pressionado por alguns torcedores. “Toda mudança em qualquer área que seja vai sofrer resistência e oscilação, vejo como um processo natural”, disse Osmar Loss, que ressaltou que teve apenas uma reunião para falar sobre a base com o novo colega de trabalho.

Osmar Loss, durante treino no CT do Corinthians

ESTUDO NA EUROPA E DURANTE A QUARENTENA

Após o período como treinador do profissional, Osmar Loss passou um período fora do Brasil. A principal intenção foi avaliar e comparar os trabalhos na Europa com os do futebol nacional. Porém, ele não viu muita diferença. “Percebi que os treinos lá são mais curtos, talvez devido ao número de atletas que é bem menor que no Brasil”.

“Toda a experiência observada lá pode auxiliar no nosso processo, porém não podemos deixar de lembrar que o Brasil possui uma cultura muito forte e ela deve ser respeitada.”

Osmar Loss, ao SCCP Scouts.

Ele ainda ressalta que tem diversas grandes inspirações no futebol nacional. “Tive a oportunidade de ver e aprender com muitos treinadores que me ajudaram muito”, ressaltou, antes de afirmar que os seus principais profissionais da Europa são Jurgen Klopp, Pep Guardiola e Maurizio Sarri.

Durante a quarentena, Osmar Loss não deixa de estudar e usa o tempo livre para acompanhar as culturas futebolísticas através de documentários, séries e filmes. “Acredito que como todo profissional do futebol este momento é muito importante para adquirir conhecimento. Tenho assistido muitas séries e documentários sobre esportes, como Sunderland til I die, Last Dance, Chuteira Preta e por aí vai… tenho participado de muitos grupos de estudo com outros treinadores, participado e assistido muitas lives e lido muito também, Pirâmide Invertida, Mourinho Rockstar, Defesa à zona e estou lendo Os Campeões.”

Osmar Loss, durante treino no CT do Corinthians
Osmar Loss, durante treino no CT do Corinthians (Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

LEIA MAIS:

Por que Carille e o Corinthians de 2017 não deveriam ser subestimados?

SCCP entrevista Ronald: “Eu acho que tenho a cara do Corinthians”

Deixe uma resposta