Depois de servir a Marinha do Brasil ao longo de 2016, Cléber iniciou sua trajetória profissional no Icasa, em 2017. Logo foi transferido para o Barbalha FC, onde, entre idas e vindas, venceu dois títulos, os Campeonatos Cearenses das Séries C e B, em 2017 e 18.

Foi justamente naquela campanha de 2018 que Cléber mostrou suas credencias. Em nove jogos, anotou 11 gols, artilheiro isolado da competição. Dois anos mais tarde, agora na série A, o Barbalha FC terminou em último lugar, mas o artilheiro do campeonato não mudou: sete gols em 13 jogos.

Essa movimentação agressiva faz com que Cléber esteja sempre apto a finalizar. Ele leva aproximadamente 48 minutos para chutar uma vez. Mas, mais importante que isso, Cléber finaliza bem. Prova disso é relação entre seu XG (gols esperados) e seu número de gols.

O XG tenta estimar quantos gols um jogador deveria ter feito com base no potencial de suas finalizações. Segundo esse cálculo, esperava-se 7,75 gols de Cléber pelo Ceará na temporada. Os oito tentos marcados, portanto, revelam um atacante que não é de desperdiçar chances.

No Corinthians, Mancini tem se adaptado conforme o adversário, variando entre propostas ofensivas mais voltadas para transição ou construções mais elaborados. As características de Cléber como referência e em movimento se encaixam bem com a ideia do Timão.

Aliás, é fácil enxergar em Cléber traços daquele Jô. Vale lembrar que, com 24 anos, o centroavante do Ceará ainda não atingiu o ápice de sua maturação física e mental. Trata-se, portanto, de um jogador que requer algum tipo de lapidação.

As qualidades e o potencial de Cléber já despertam atenção do mercado. O Grêmio já chegou a oferecer R$ 15 mi por 60% dos direitos do jogador. Detentor de 85% desses direitos e de um contrato até 2023, o Ceará recusou. O Corinthians tem bala para brigar?

Análise de Pedro Ferri. Fonte de dados: Instat.

VEJA TAMBÉM:

MERCADO SCOUTS: GERMÁN CANO, UMA OPÇÃO DE ATAQUE PARA O CORINTHIANS EM 2021

MERCADO SCOUTS: LORENZO FARAVELLI, UMA OPÇÃO DE VOLANTE PARA O CORINTHIANS

JUAN IGNACIO RAMÍREZ, UMA OPÇÃO DE ATAQUE PARA O CORINTHIANS EM 2021

Deixe uma resposta