O atacante Léo Natel chegou ao Corinthians na metade do ano passado, após encerrar o seu contrato com o rival São Paulo. Contratado para a função de ponta aberto, o jogador se destacou com a camisa do Timão durante a partida contra a sua ex-equipe, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

Para surpresas de muitos torcedores, Natel foi utilizado em uma posição mais centralizada, ao lado de Cazares, no comando de ataque do Corinthians. Apesar disso, o jogador afirma, em entrevista exclusiva ao SCCP Scouts, que “não importa a formação escolhida pelo técnico, sempre serei um atleta de movimentação. Essa é a minha característica”.

“Minhas melhores jogadas saíram quando caí pela direita. Sem o Jô, o professor Mancini optou por um time mais móvel e, felizmente, deu certo”, ressaltou Léo Natel. “Mas estou à disposição para o que der e vier. Se ele precisar de mim em qualquer posição ali na frente, estou preparado“, completou.

A titularidade de Léo Natel foi uma novidade para a partida. Antes dele, Matheus Davó era cotado para ser o titular no clássico contra o São Paulo, que acabou em vitória para o Corinthians por 1 a 0, com gol de Romulo Otero. O jogador relatou como foi a semana antes do Majestoso e ressaltou que o Timão poderia ter um resultado ainda melhor no fim do confronto.

“Tivemos um bom tempo de preparação. Então, fisicamente, estávamos muito bem. Na parte tática, o professor nos passou que não poderíamos dar espaços ao São Paulo. É o líder do campeonato e estava há muitos jogos sem perder. Conseguimos colocar em prática tudo o que nos foi passado durante os treinamentos. Poderíamos até ter ganho com mais folga

Léo Natel, em entrevista exclusiva ao SCCP Scouts.
Léo Natel foi titular na vitória contra o São Paulo
Léo Natel foi titular na vitória contra o São Paulo (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

É POSSÍVEL ACREDITAR EM VAGA NA LIBERTADORES?

O sucesso de Vagner Mancini tem animado cada vez mais os torcedores do Corinthians. Após melhorar o sistema defensivo, o treinador já destacou que precisa que o ataque seja mais efetivo na frente do goleiro adversário. Léo Natel concorda, mas valoriza a melhora recente do clube alvinegro.

“Estamos nos conhecendo a cada jogo. Já é nítida a melhora. Por isso, estamos há seis jogos sem perder. Creio que, com este bom momento, a tendência é aproveitarmos mais as chances criadas. O grupo está tranquilo, pois nos distanciamos da zona de rebaixamento e, agora, podemos pensar em algo mais próximo da grandeza do Corinthians. Basta continuarmos realizando este bom trabalho até o fim do Brasileiro”, ressalta Léo Natel.

Ainda com chances de jogar a Copa Libertadores, Natel lamenta a ausência do Corinthians nas disputas dos principais títulos do país, mas entende a possibilidade de garantir uma vaga para a próxima edição da Copa Libertadores da América.

“É claro que gostaríamos de ter ganho um título ou avançado mais em outras competições, como a Copa do Brasil. Mas no Brasileiro tem muita coisa para acontecer. Vamos ver o que vai rolar. Se a gente beliscar uma vaga na Libertadores, a análise da temporada, com certeza, será mais positiva”, concluiu.

Natel comemorando o primeiro gol com a camisa do Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

COMO AGUENTAR A PRESSÃO DA TORCIDA DO CORINTHIANS?

Ainda em sua primeira temporada com a camisa do Corinthians, Léo Natel recebe muitas críticas entre os torcedores. Apesar da pouca idade, o atacante, que já passou pela Europa, destaca que trata a pressão como “algo normal”. “Quando decidimos entrar no mundo do futebol, sabemos da pressão. Encaro isso com muita tranquilidade”, disse.

“O Corinthians passou por muitas mudanças neste ano. Não foi só no ataque. Hoje, com mais confiança, todos acabam rendendo mais. Eu acho que fui bem contra o São Paulo. O Gustavo fez um gol e deu uma assistência nos dois últimos jogos. As coisas vão acontecendo naturalmente com o aumento da confiança.”

Léo Natel, em entrevista exclusiva ao SCCP Scouts.

VEJA TAMBÉM:

MARQUINHOS E A TOMADA DE DECISÃO: “QUANTO MAIS EU JOGAR, MELHOR SEREI”

JAIR VENTURA: “HOJE SOU UM PROFISSIONAL MELHOR DO QUE FUI NO CORINTHIANS”

DONELLI: “ADMIRO O ALISSON E O ÉDERSON… MAS MEU ÍDOLO MESMO É O CÁSSIO”

Deixe uma resposta