Por Guilherme Andrade

O ano começou e com ele também voltou a temporada do futebol brasileiro. Na mídia, um janeiro movido a especulações e expectativas de como os clubes viriam para a temporada, enquanto os times se preparavam para a temporada que viria por aí.

Acompanhe análises, dados e curiosidades do Corinthians também no perfil da SCCP Scouts no INSTAGRAM e no FACEBOOK

O que uma coisa tem a ver com a outra? Os canais de televisão precisam de audiência, os portais precisam ser lidos e eles não podem parar por 3/4 meses até os principais campeonatos se decidirem para fazer programas. Aí entra a falta de assunto, um dos principais gatilhos do futebol brasileiro. A falta de planejamento dos clubes e a necessidade de vender notícia se juntam para um fenômeno que é colocar profissionais em cheque no segundo mês do ano.

Hoje, o Corinthians é vítima disso. Os resultados não se sustentam. Tivemos uma eliminação na Pré-Libertadores, 3 derrotas no Paulista e o trabalho do Tiago Nunes sendo colocado em cheque dia após dia em alguns veículos de comunicação.

O inferno está sendo instaurado no CT Joaquim Grava. Colocar profissionais em cheque virou entretenimento. Debater se o Luan é uma decepção com 9 jogos virou solução pra falta de pauta, e a missão do clube é que esse clima precoce e essa necessidade de render manchete não tome conta das decisões e do planejamento do clube.

A torcida pelo menos ainda não se contagiou. A insatisfação pela falta de resultados existe, mas o clima me parece totalmente o oposto. Dito isso, precisamos de resultados, para a confiança do time e para uma boa sequência de trabalho.

Paciência é uma virtude, e por mais que queiram tirar a nossa paz, esse clima ainda não nos contagiou.

VEJA TAMBÉM:

SCCP Scouts entrevista Carlos Augusto: “Um time ofensivo destaca mais os jogadores”

SCCP Scouts entrevista Matheus Donelli: “Admiro Alisson e Éderson… mas meu ídolo mesmo é o Cássio”

Deixe uma resposta